EUA

COVID-19

Trabalho sexual em tempos de pandemia

Trabalhadoras sexuais, assim como todas as pessoas que exercem trabalho precário e à margem de direitos neste país, nos vimos de um dia para o outro sem renda e perspectiva. A chegada dos primeiros casos de Covid-19 no país tiraram de baixo do tapete aquilo que já vínhamos percebendo há mais de ano: as políticas de austeridade, a retirada de direitos e a política neoliberal da extrema direita não dão conta de proteger quem mais precisa em tempos de calamidade.

Leia mais
Legislação

Nova lei aprovada nos EUA afeta liberdade de expressão online e profissionais do sexo

As leis SESTA e FOSTA vão impactar o trabalho de profissionais do sexo do mundo inteiro. Elas foram “vendidas” como uma forma de coibir o tráfico humano e a exploração sexual na internet, mas não fazem nenhuma distinção entre profissionais do sexo, pessoas falando a respeito de sexualidade e vítimas de exploração sexual. Este texto procura traduzir toda essa confusão e explicar como isso afeta as profissionais brasileiras e o que podemos fazer a respeito.

Leia mais
Transfobia

“Nada assusta mais do que uma mulher trans negra com um diploma”

Caty Simon entrevista Monica Jones
Em maio de 2013, Monica Jones, trabalhadora sexual e ativista pelos direitos das mulheres trans, além de estudante de assistência social na Arizona State University, foi acusada de “manifestação de prostituição” em Phoenix, depois de aceitar uma carona de um policial disfarçado. Sua prisão detonou uma tempestade de protestos contra o Projeto ROSE, um programa de afastamento das pessoas da prostituição por meio de detenções conduzido pela Escola de Serviço Social da ASU e pela polícia de Phoenix que utilizou detenções coletivas e transfobia naquelas prisões por prostituição; e a lei de “manifestação de prostituição”, potencialmente inconstitucional, sob a qual ela foi acusada. A ACLU (União Americana pelas Liberdades Civis), o SWOP-Phoenix (Sex Workers Outreach Project) e outros ativistas pelas trabalhadoras sexuais e GLTB se solidarizaram com Jones à medida que ela ganhava atenção internacional ao contestar as acusações.

Leia mais
Direitos

Califórnia: trabalhadoras contestam a lei e têm acesso a recursos cortado

E.J. Dickson
GoFundMe cancela sem aviso campanhas de crowdfundig do grupo Esplerp para financiar seu processo contra o procurador-geral da Califórnia e as leis sobre prostituição do estado. Agora, as trabalhadoras sexuais e seus aliados estão protestando nas redes sociais contra a atitude da GoFundMe, acusando a plataforma de crowdfunding de discriminação.

Leia mais